CURSO: FENOMENOLOGIA E PSICOPATOLOGIA FENOMENOLOGICA


Postado em: Cursos Gestalt em Movimento, Sem categoria | Deixe um comentário

Uma meditação, uma reflexão.

“Caminhe graciosamente, de mãos dadas com a vida. Não esbarre nos outros.

Se alguém estiver bloqueado em algum nível, dance com ele.

Ele não está errado, apenas não conseguiu fazer de outra maneira.

O equilíbrio é a lei universal. Assim, você não precisa controlar ninguém. Você não precisa forçar a harmonia.

Retire suas mãos do controle, torne-se sensível à necessidade do outro, e a harmonia virá.

Tornar-se sensível é a chave. A necessidade de controlar precisa ser trocada por uma disposição para a comunicação. Leia Mais »

Postado em: Diálogos | Tags: , , , | Deixe um comentário

Dia das mães!

vanessa

Ah ser mãe!

Hoje entendo que ser mãe é saber amar!

Amar de uma forma louca, intensa e verdadeiramente inesperada!

É saber que cada dia é único e desconhecido, Leia Mais »

Postado em: Diálogos | Tags: , | Deixe um comentário

Pensando e repensando o vínculo mãe-bebê na atualidade

talita

Nesse artigo quero compartilhar com vocês um pouco da reflexão que venho fazendo nesse momento da minha vida. Como sou mãe de uma menina de 2 anos, a reflexão vai por aí.

Na psicologia consideramos que o vínculo mãe-bebê é essencial para a constituição do nosso ser. Pautada nesse olhar, ando observando e pensando o quanto cada vez mais esse vínculo está se fragilizando, e tento, nos meus pensamentos, refletir sobre algumas possibilidades que possam contribuir para essa fragilidade.

Leia Mais »

Postado em: Artigos | Deixe um comentário

Fechado para balanço.

vanessa

Olhar para trás, sim esse é meu convite!

Li algumas vezes, em redes sociais, frases fazendo uma referência negativa em olhar para trás, como exemplo, “pare de olhar para trás você já sabe onde esteve, precisa agora saber pra onde vai” ou “você sabe que está no caminho certo quando perde o interesse de olhar para trás”, e ao lê-las comecei a refletir, como não olhar para trás?

Compreendo que “viver” no passado, ou de memórias passadas não seja possível, ou ainda não seja saudável, pois estamos em outro tempo, no tempo presente. Quando relembramos algo passado resgatamos este na memória, porém isso se dá no presente. Da mesma forma quando imaginamos algo futuro apenas projetamos nossos anseios, receios e pensamentos, o que também ocorre no tempo presente. Leia Mais »

Postado em: Artigos | Deixe um comentário